Home > > Orcas são vistas por mergulhadores na Ilha Vitória, em Ilhabela

Orcas são vistas por mergulhadores na Ilha Vitória, em Ilhabela

Publicado em 10 de setembro de 2013

orcas

Na semana passada, dia 4 de setembro, os mergulhadores Gustavo Notari de Moraes, de Taubaté, e João Brom, de São José dos Campos, avistaram uma Orca (Orcinus orca), na Ilha Vitória, em Ilhabela. Eles afirmaram que, junto a essa da foto, havia outras cinco ou seis nadando juntas, inclusive filhotes, e comunicaram o fato ao Instituto Argonauta. O Oceanógrafo e Presidente do Instituto, Hugo Gallo Neto, explica que nesta época do ano, elas rumam em direção ao norte em busca de águas mais quentes. O último registro de aparecimento destes mamíferos na costa de Ubatuba é de 1991.

 

A orca pertence à família dos golfinhos e alimenta-se de peixes, moluscos, aves, tartarugas, focas, tubarões e animais de tamanho maior, como as baleias, quando caçam em grupo. É encontrada em todos os oceanos, podem medir até 10 metros e chegam a pesar cerca de oito toneladas. É o segundo mamífero de maior área de distribuição geográfica – logo a seguir ao homem, que é o único ser vivo a quem elas realmente devem temer! 

 

Foto: Gustavo Notari de Moraes e João Brom

 

Sobre o Instituto Argonauta

O Instituto Argonauta para a Conservação Costeira e Marinha é uma organização não governamental sem fins lucrativos, fundada em julho de 1998 pela Diretoria do Aquário de Ubatuba. Tem como objetivo, o desenvolvimento e o apoio à cultura e educação com ações de conservação ambiental, defesa, elevação e manutenção da qualidade de vida do ser humano e do meio ambiente. Está sediado em Ubatuba, atua em parceria com o Aquário de Ubatuba e mantém convênio com a Petrobras desde outubro de 2011.

 

Videos